Garimpando a rede #11 (edição Blog Day 2014)

garimpando11

Ontem, 31 de agosto, foi o dia do blog! A galera do Rotaroots, um grupo que foi criado para resgatar a blogosfera das antigas, lançou uma blogagem coletiva no dia do blog pra gente indicar os blogs que curtimos em três categorias: blogs que não saem do meu feed, blogs que eu conheci no Rotaroots e blogs para sair da rotina. Eu vou fazer uma pequena alteração na proposta, porque meu hábito de ler blogs mudou muito desde que comecei a blogar pra cá. Faz anos que eu não consigo zerar meu leitor de feeds! Não leio mais com tanta frequência, e meus interesses são tão diversos, que não consigo apontar blogs preferidos mais. Entretanto, ao fazer minha seleção, percebi que a maioria dos blogs que ando curtindo nesse momento são relacionados com viagens e brasileiros expatriados.

Aqui está minha seleção de blogs “revelação”, digamos. Blogs que conheci recentemente e me cativaram demais. Tanto que a maioria acabou entrando no meu Feedly. :) E outros que são conhecidos meus de longa data, e também estão marcadinhos pra visitar sempre. Escolhi um post específico de cada blog, no estilo usual do Garimpando a rede.

Morar fora: passo a passo para mudar de país – Pequenos Monstros
Um casal aventureiro que mora na Alemanha fez esse guia detalhado sobre morar fora do Brasil, desde a escolha do lugar, passando pela documentação necessária, custos, até você se adaptar no novo país. Muito útil para qualquer um que queira dar o primeiro passo para mudar sua vida radicalmente. O design do blog é bem moderno, super bem feito, e as fotos são de babar.

Cuidado: suas viagens de férias podem estar te enganando! – FÊliz com a vida
A Fê fez o que muita gente queria fazer e não tem coragem: jogou uma carreira pela janela e foi explorar o mundo. Seus posts são sempre contemplativos, daqueles que fazem a gente parar e pensar na vida. Neste post específico ela desmitifica aquela sensação que a gente tem que os destinos de férias seriam ótimos lugares para se viver. (Bem, no meu caso até se provou verdade!).

Conhecendo Newfoundland: Parte 2 – Like a new home
Lembram que eu falei que queria conhecer Newfoundland e Labrador, lá na costa leste do Canadá? Pois a Adriane foi lá! Depois de ver as fotos do lugar, me diz se não é um lugar apaixonante que dá vontade de pegar o avião na mesma hora? A Adriane também mora no Canadá, como eu.

Blogs de expatriados pelo mundo – Paula Abrahao
A Paula é outra brasileira que mora fora do Brasil, na Holanda. (Acho que já deu pra perceber que adoro conhecer outros brasileiros espalhados pelo mundo, né?). Ela fez uma lista de outros expatriados que têm blog. Além do conteúdo, o design e a fotografia também me chamaram muita atenção no blog dela.

Sunday links #15 – Teoria Criativa
Nem sei como descobri o blog da Gabriela, outra amante de viagens e livros. Vou fazer um metagarimpo agora, indicando o post de seleção de links da Gabi, que eu curto demais porque descubro muitas outras coisas bacanas espalhadas pela internet. Mas não deixem de conferir na lateral do blog os destaques das viagens dela!

Curiosidades sobre as universidades canadenses – Gaby no Canadá
Pra quem quer saber como é estudar numa universidade aqui no Canadá. A maioria das coisas que a Gaby observou em Toronto eu percebi em Vancouver também.

Sou estrangeira – China na minha vida
A Christine explicou direitinho como é se sentir estrangeiro num país desconhecido. E no caso dela o estranhamento ainda é maior, porque a cultura chinesa é tão diferente da ocidental. O blog dela abre portas para um mundo totalmente desconhecido nosso, encantador.

1001 pessoas que conheci antes do fim do mundo
Fiquei vidrada no projeto da jornalista Aline Vieira! Ela escreve um textos sobre pessoas que cruzam o seu caminho, sejam conhecidos de muitos anos ou simplesmente pessoas com quem tem breves encontros na rua. Sensacional!

Todas as histórias são sobre nós – Minha vida como ela é
A Ana Luísa também curtiu o projeto das 1001 pessoas da Aline. Nesse texto ela filosofa sobre como todas as histórias sobre os outros na verdade são sobre nós mesmos. Já indiquei o blog Minha vida como ela é em outra ocasião e volto a indicar porque os textos da Ana são deliciosos de ler.

10 filmes para você assistir com alguém que você goste – Dele e dela
Eu adoro filmes romanticozinhos. Curti muito a lista da Isabela e do Felipe. Alguns eu já vi, mas nem todos. O blog do casal é super descontraído e bem bacana. Adorei o projeto deles de conhecer um restaurante por semana em São Paulo.

Se você quer mais indicações de blogs que eu curto, confira os links na lateral do blog. (Aliás, blogueiros, é impressão minha ou o blogroll está entrando em extinção? Não encontro mais em vários blogs). Tem muita gente querida que ficou fora dessa lista, mas não fora dos meus favoritos! Vocês sabem quem são. ♥ ♥ ♥

Agora é sua vez: indique nos comentários um outro blog que você curte. Adoro conhecer blogs novos!

Feliz dia do blog atrasado pra vocês!

Imagem da montagem no Flickr sob licença Creative Commons.

Garimpando a rede #10

Title

Bacana o gráfico acima, né? Você pode criar um também, gratuitamente, no Canva. (via Loma)

Aliás, o blog da Loma, o Sernaiotto, é um blog super bacana! Ela tem uma série de posts com dicas de como melhorar o seu blog.

Se só o pensamento de viajar de avião com crianças te deixa arrepiado, não deixe de ler as dicas da Sut-Mie.

Você quer vir mesmo morar no Canadá? Tem certeza? Então é bom saber que nem tudo são flores.

Tem algo que você nunca fez? Duas amigas registraram uma coisa inédita de suas vidas por 365 dias.

Adoro ler, sempre: dicas para escritores.

Vamos simplificar a vida e nos cobrar de menos, vamos? (via Deleite da vida)

Mais um blog de decoração cheio de lindezas.

Por que eu apaguei a página do blog no Facebook?

5683562879_824738a903_b

Foi de supetão, em abril, durante uma das minhas crises de blogueira, que eu resolvi dar cabo à página do Colorida Vida no Facebook. Eu tinha mais de 2 mil curtidores por lá, o que eu achava que era até muito, até ver outros blogs por aí que já alcançaram 5 ou 6 dígitos de seguidores (!).

É óbvio que eu achava bacana as pessoas curtindo a página, mas percebi que esse número de pessoas que crescia a cada dia no Facebook não necessariamente curtia o blog de verdade. O número de visitas no blog não acompanhou esse crescimento, nem o número de comentários aumentou por causa da página no Facebook. E a intenção da página era justamente essa: para aqueles que não usam mais o leitor de feeds, que a página fosse um lembrete de quando tivesse post novo no blog.

Acontece que o seu Zuckerman cresceu os olhos pro potencial comercial que a sua ferramenta tem e passou a cobrar para que todos os curtidores de uma página realmente vissem a atualização feita. Ou seja, sem pagar, dos 2 mil curtidores da página, pouco mais de 200 recebiam a atualização da página. Isso mesmo! Você aí que curtiu 58 páginas, provavelmente não está visualizando tudo que essas páginas publicam só porque o dono da página não pagou pro seu Zuckerman deixar você ver.

Aí eu pensei, pra quê continuar com isso então? É trabalho extra pra um retorno que não existe. Eu não quero ficar colecionando curtidores no Facebook só pra mostrar um número gigantesco aqui no blog. Como disse, aqueles não eram leitores do blog de qualquer forma. Prefiro contar com meus 800 e poucos assinantes de feed (obrigada, gente!) do que com os 2 mil lá no Facebook. Quero manter um relacionamento de blogueiro/leitor com quem realmente lê o blog, e interage de alguma forma.

Então é isso. Se você tinha curtido o blog no Facebook, não estou mais lá. Obrigada pela visita de sempre e se quiser ficar sabendo das novidades do blog, não esqueça de assinar o feed. Você pode usar um leitor de feed (como o Feedly ou o Bloglovin) ou assinar por e-mail (coloque seu e-mail no campo na lateral do blog).

Eu, Ana Paula, ainda estou no Facebook com meu perfil pessoal. Quando criei a página do blog, foi também para permitir que os leitores tivessem esse canal extra de comunicação comigo sem que eu os adicionasse no meu perfil pessoal. Eu tento deixar meu perfil super enxuto, só com familiares e amigos bem próximos mesmo. Além disso, estou ficando é cansada do Facebook pra falar a verdade, e nem tenho usado tanto ultimamente. Espero que vocês entendam e não se chateiem se eu negar o pedido de amizade pelo perfil pessoal lá no Facebook, ok?

Imagem sob licença Creative Commons.

Meus podcasts preferidos

podcasts

Tem uns dois anos que eu comecei a ouvir podcasts. Aprendi a mexer no aplicativo do iphone e baixava alguns episódios para ouvir no ônibus, quando eu não queria ler. Desde então, já descobri muitos programas bacanas e acompanho alguns regularmente. Eu escuto também quando estou fazendo tarefas em que não preciso pensar muito, como lavar louça, passar ou dobrar roupa.

Pra quem está aprendendo inglês, ouvir podcast é um ótimo exercício para praticar o ouvido. Não só inglês, mas qualquer língua. Eu andei escutando uns podcasts da Deutche Welle quando estava estudando alemão mais ativamente. Opção é o que não falta.

Estes são os que ouço mais frequentemente:

Literáriocast

literariocastPra quem curte livros, o Literáriocast é um programa muito bacana! Foi o primeiro podcast brasileiro sobre livros que comecei a escutar no ano passado. A edição do Rafael Franças é praticamente profissional de tão boa! São três integrantes principais da equipe e às vezes eles recebem convidados para falar de temas específicos. Adoro o segmento Dicas da vez, no final de cada programa, onde os participantes indicam livros, sites, ou séries legais. Eles lançam novos episódios a cada 10 dias.

Cabulosocast

cabulosoDepois de ouvir tudo do Literáriocast, comecei a procurar outros podcasts sobre livros feitos no Brasil e passei também a acompanhar o Cabulosocast, um programa super divertido no comando do Lucien. O podcast é semanal, e muito bem editado também. O Lucien é muito divertido e muito empolgado, eu sempre dou risadas ouvindo os programas. Eles fazem programas sobre livros específicos e também sobre temas gerais do universo dos leitores (gêneros literários, tendências, comportamento dos leitores, livros preferidos, livros que viram filmes, etc.). As análises são sempre muito relevantes e originais. E discutir sobre livros é sempre tudo de bom, né?

Fala freela

falafreelaEsse eu descobri tem pouco tempo e curti muito a estrutura dos programas. É um podcast para profissionais freelancers, focando principalmente na área de web e design. Eu não trabalho mais nesta área, mas curto muito ouvir a equipe do podcast falando sobre o seu dia-a-dia. Eles dão muitas dicas bacanas para empreendedores também, sobre como gerenciar o relacionamento com clientes, como melhorar a produtividade, e outros assuntos mais genéricos, mas super interessantes. Curto muito o papo desses profissionais inteligentes!

I should be writing

i-should-be-writingFoi o primeiro podcast que comecei a ouvir, há uns dois anos talvez. A Mur Lafferty apenas sonhava em ser escritora quando começou a compartilhar sua jornada com os ouvintes. Ela falava sobre seu processo criativo e sobre cada fase da sua carreira como escritora. Hoje ela já tem dois livros publicados e continua dando dicas para potenciais escritores. O mais bacana disso é perceber que todo escritor tem as mesmas dúvidas e os mesmos problemas de autoestima. Ela sempre faz entrevistas com outros escritores e profissionais do mundo editorial.

The art of simple

artofsimplesquare-280x280O podcast do antigo blog Simple Mom. A autora mudou o nome do site há um tempo atrás para The art of simple. O blog foca em vida simples e como viver intencionalmente. Os podcasts são sempre conversas com outras amigas dela, também blogueiras, sobre assuntos do dia-a-dia. Fica parecendo que estamos ouvindo conversa de comadres, sabe? De vez em quando rolam dicas de coisas que elas curtem, seja música, livros, séries ou serviços. Em setembro deste ano, a Tsh vai rodar o mundo com sua família (ela tem três filhos) por um ano. Gente assim me inspira.

The bright side

bright-sideEsse podcast é na verdade um programa de rádio de uma estação da Califórnia. São episódios curtos, de no máximo 20 minutos, sobre desenvolvimento pessoal. A convidada é uma coach pessoal, que não chega a ser uma psicóloga, mas é alguém que te ajuda a repensar os seus objetivos de vida e como você pode alcançá-los. Ela fala de temas como: equilíbrio entre a vida pessoal e a profissional, como abraçar o fracasso, como fazer boas escolhas, como parar de se preocupar. São sempre dicas de como encarar a vida mais positivamente e não deixar que os obstáculos nos impeçam de realizar nossos sonhos. Muito inspirador.

E você? Costuma ouvir algum podcast? Compartilhe nos comentários.

Imagem sob licença Creative Commons.

Garimpando a rede #9

10299602_287694514739624_1957407278_n

Haja paciência para enfeitar o prato das crianças assim, não? Essa moça, @leesamantha é uma artista mesmo!

Descobri mais um blog de viagem delicioso de ler: Bee happy now.

Os fogões daqui da América do Norte têm um vidro duplo que vive sujo. Eu sempre me perguntava como é que se limpa aquilo? E não é que tem jeito?

Ninguém que atingiu coisas extraordinárias foi considerado racional. Isso é para quem bate ponto.
- Bryan Hutchinson, no Positive Writer. (em inglês)

No one who has ever accomplished greatness was considered rational and level headed. Those are for the average ticket punchers. – See more at: http://positivewriter.com/the-one-factor-that-will-determine-your-creative-success/#sthash.vOrIrOHB.dpuf

Achei a Ana Luisa me seguindo no Instagram, e adorei o blog dela! É daqueles blogs vicerais, que não escondem nada.

Difícil ser mulher nos dias de hoje, né não? #nãotáfácil

A Dani Arrais ficou um ano sem Facebook. Confesso que a ideia me atrai. Como seria a vida sem Facebook?

Eu vim da Cidade Maravilhosa, mas meu novo lar adotado também manda muito bem, dá licença?

Garimpando a rede #8

failure-poster

A dúvida mata mais sonhos do que o fracasso jamais o fará.
- Karim Seddiki (via Pinterest)

Essa coletânea de links está recheada de autoajuda. :) Talvez reflita o período que eu passei recentemente. E, vamos combinar, todo mundo precisa de uma dosezinha de ânimo de vez em quando, né não?

Haverá momentos em que você vai querer desistir e a sua zona de conforto vai te chamar de volta. Isto é um bom sinal, continue adiante. O que determina o nosso sucesso é como lidamos com os períodos mais difíceis. Mesmo que você ainda não tenha encontrado sua paixão, continue experimentando coisas novas. Você nunca sabe o que pode aparecer na esquina ou quais oportunidades podem surgir de novas situações que você nunca se imaginou vivendo. Nunca é tarde para ir atrás do que você sempre quis fazer, então nunca desista.

Não se acomode. Cinco dicas para ir atrás dos seus sonhos. Em inglês.

Eu deveria fazer um poster com o quinto item dessa lista: “Se você não conseguir algo que quer muito, significa que algo melhor está por vir.” Em inglês.

Uma lista de coisas pra se fazer antes de morrer bem diferente do que estamos acostumados a ver por aí. Em inglês.

Como organizar seus livros na estante. Os meus estão separados por cor também! :)

Minha filha finalmente ganhou o tão almejado iPod touch como presente de aniversário de 10 anos. E eu fui atrás de dicas de como fazer o iPod seguro para crianças. Em inglês.

Ainda falando de segurança na internet. Dicas valiosíssimas da Lucia Freitas, o que todo mundo sabe, mas ninguém faz.

Esse aqui é pra você que, como eu, quer ser escritor um dia. (via Nat, do Mãederna. Obrigadão, Nat!)

Pra terminar, um vídeo que você provavelmente já viu no Facebook, sobre como nossa sociedade está se isolando com a tecnologia. #medo

Tire os olhos do seu telefone! 

Garimpando a rede #7

sunset-wa

“Então você olha para sua vida, e os dois países que a seguram, e percebe que agora você é duas pessoas distintas.”
- Chelsea Fagan, traduzido por Thamy Almeida

Celebrando 7 anos de Canadá nesta semana, este texto diz tudo: O que acontece quando você vive no exterior.

Como é o sistema de avaliação no kindergarten no Canadá.

As 10 livrarias mais interessantes do mundo.

Esse texto me fez pensar muito sobre o que eu gosto e não gosto na atividade de blogar. Em inglês.

“Novas pessoas não vão deixar de aparecer na sua vida e oportunidades não vão parar de bater na sua porta mas você precisa ter espaço para elas. De tudo que você tem hoje, sejam relacionamentos ou obrigações, pare e se pergunte “por quê?”. Se você achar a resposta, continue firme. Se a resposta não vem, é hora de largar algo.”
- Hannah B.

25 coisas que toda mulher deve saber. Em inglês.

Desista. Porque a vida é feita de fases.

Mega vontade de fazer o que esse carinha fez, mas não sozinha. 20 coisas que eu aprendi viajando pelo mundo. Em inglês.

Minha primeira postagem como colaboradora no Bibliotecários Sem Fronteiras.

Pra terminar, o vídeo que rodou no Facebook por esses dias. Pra todas nós, mães, que nos cobramos além da conta.

uma nova perspectiva para as mães from potencialgestante on Vimeo.

Garimpando a rede #6

outono-canada
O outono… ah, o outono!

Cof, cof, cof… Vamos tirar a poeira daqui um ‘cadinho? Vamos?

Dicas para se relacionar melhor com sua casa e torná-la mais feliz – A casa que a minha vó queria
Sou super fã do blog coloridão da Ana Medeiros. Neste post, ela escreve sobre como a nossa casa deve refletir a nossa personalidade, e dá dicas para transformar nosso lar num ambiente mais acolhedor, aconchegante.

Como escolher uma escola nos EUA – Colagem
Muita gente me escreve perguntando como é o sistema educacional aqui no Canadá e como escolher as escolas para seus filhos. A Lu mora no Texas, mas pelo que ela escreveu, o sistema é bem semelhante.

Cachinhos leitores
Descobri recentemente esse blog fofo da Mirtes Aquino sobre literatura infantil. Virei fã na hora.

Whichbook
Uma ferramenta genial para sugerir livros baseado em critérios como se é triste ou feliz, se tem violência ou não, se é extenso ou curtinho, entre outros critério. Em inglês.

Para ser feliz, pense na morte – Projeto Gluck
Entrevista com uma médica que cuida de pacientes terminais. Imperdível.

Why our future depends on libraries, reading and daydreaming – The Guardian
Um resumo de um discurso que Neil Gaiman fez recentemente sobre a importância das bibliotecas, da leitura e da estimulação da imaginação em crianças e adultos. É muito amor, gente! Em inglês.

Pra terminar, um vídeo super inspirador de um professor da USP em entrevista com o Jô Soares (via Agora sim!), falando sobre como devemos amar aquilo que fazemos e precisamos constantemente buscar esses momentos de plena felicidade.

***

De resto, pessoal, ando naquele período miolo do furacão, faltando pouco mais de um mês pra terminar meu curso. Preciso falar mais nada, né? Além disso, acho que estou meio saturada da internet. Tenho lido pra caramba, e estou amando essa minha fase comedora de livros! Até tenho saudades do blog, de interagir pelos comentários, de desenvolver meus posts, mas não tô dando conta. Mas, me conhecendo bem, eu volto. Eventualmente, eu volto.