‘Mais seis braços, por favor’ ou Por quê eu penso 27 vezes antes de sair sozinha com duas crianças

Sexta-feira. Hoje é dia de historinha na biblioteca. Vamos sair, Laura. Já tomou café? Vem, tomar banho. André, olha a Alice enquanto eu dou banho na Laura? Alice chora. Já vai, neném. Desculpa, meu amor, eu sei que você tá trabalhando. Já vou sair e você vai poder trabalhar em paz.

No banho. Não, Laura, não é banho de chuveirão. Banho de chuveirinho. Vem, vamos botar a roupa. Alicinha, já vai. Mamãe vai vestir a Laura e já te pego. Rápido, Laura, põe logo a perna aqui e pára de dançar. Pronto. Agora as meias. Pode ver seu desenho. Já vou pentear seu cabelo. Peraí.

Vem, Alice, agora você. Tá com fome, né? Alice mama. André trabalha. André, agora vou tomar meu banho, vigia as meninas pra mim? Visto a roupa. Afe, era pra já estar saindo de casa. Penteio o cabelo. Laura, vem escovar os dentes. Ih, ainda não te penteei. Vem cá.

Vamos, Alice, deixa mamãe trocar sua roupa. Alice chora. Já vai, neném, vamos trocar a fralda. Encho Alice de 3 camadas de roupa. Pronto. Fica aqui no berço enquanto eu arrumo a bolsa. Tem fralda, tem roupa extra, tem brinquedinho. Carteira, chave de casa. Pego moedas pro estacionamento.

Laura, vem botar o tênis. Não, depois você termina de ver o desenho? Não quer ir na biblioteca? Alice chora. Vem, neném, aqui na cadeirinha do carro. Alice reclama. Laura, o casaco. Um braço, o outro. Deixa eu zipar pra você. André, me ajuda a descer com as crianças? Pega o carrinho, por favor. Ih, não me penteei ainda. Peraí. Rabo de cavalo é mais simples, amanhã tenho que lavar o cabelo.

Chave do carro, pegou? Então vamos. Pode chamar o elevador, Laura. Ai, que frio na garagem. Laura, entra. Senta! Não põe o pé no banco! Alice no carro. Calma, Laura, já vou botar seu cinto. Carrinho fechado na mala. Obrigada, meu amor. Não me espere pra almoçar. Vou no shopping depois.

Celular à mão. Cinto. Calma, Alice, o carro já vai andar. Rádio ligado. Suspiro. Engato a marcha. Vinte minutos de atraso. Mas ainda vamos chegar a tempo. Ainda bem que começamos a nos arrumar 1 hora e meia antes de sair.

Ih, que bom, estacionamento vazio. Já vou te tirar daí, Laura. Deixa eu pegar o carrinho primeiro. Aqui, Laura, perto de mim, tem carro andando aí. Pego Alice. Tem que pagar o estacionamento antes. Vem cá. Segura aqui na bolsa, não dá pra eu te dar a mão e empurrar o carrinho. Pronto, agora podemos ir.

Agora pode tirar o casaco. Deixa eu tirar o meu. Alice reclama. Calma, neném, já vou te pegar. Ih, esqueci a fralda de boca. Limpo a baba na minha roupa mesmo. Aperta o botão do elevador, Laura, pra baixo. Isso.

Não, Laura, computador agora não. Vai começar a historinha já. Que legal essa moça, como ela tem jeito com as crianças. Olha, a Laura tá sentadinha, prestando atenção e brincando junto com as crianças. Adorei. Alice chora. Vou pra porta da sala. Balança, balança. Já vai mamar, neném, mais um pouquinho.

Vamos ver os DVDs. Tá, Laura, só um pouquinho no computador. Alice mama. Não, Laura, não pode clicar aí. Quer ver o site das princesas? Calma, tá carregando. Não sei, Laura, Alice tá mamando agora, espera um pouco. Pronto, chega, Laura. Computador é pra criança que já sabe ler. Vamos no banheiro.

Ali, a chave, Laura. Pega pra mamãe. Tá, você vai beber água já, vamos fazer xixi primeiro. Abro a porta. Alice no carrinho. Eu vou primeiro, olha a Alice. Laura, não gruda na Alice! Vem cá, agora você. Claro que quer fazer xixi, quer ver? Viu só? Alicinha, já vamos. Lava a mão, Laura. Abre a porta, por favor. Agora pode beber água. Vamos, põe a chave no balcão de volta.

Já vamos embora. Não, não tem nada pra comer. A gente vai no shopping almoçar. Quer comer no McDonald’s hoje? Fica aqui, Laura, a moça tá me dando os DVDs e as revistas pra gente levar. Pega o casaco. O outro braço. Aqui, Laura, sai do caminho. Deixa eu botar o meu agora. Abre a cancela, querida. Obrigada.

Põe a neném no carro. Põe a menina no carro. Fecha carrinho, põe na mala. Bolsa no carro. Cinto. Vamos. Calma, Alice, o carro já vai andar.

Laura, me ajuda a achar uma vaga. Aqui. Abre mala, pega carrinho. Alice dorme, ainda bem! Laura, quieta! Vai acordar sua irmã. Vamos comer agora sim.

Refeição do quarteirão, com Sprite e Mc Lanche Feliz, por favor. Laura, anda atrás de mim, tô com a bandeja e o carrinho aqui. Calma, deixa eu forrar aqui pra você. Pronto. Come o franguinho, Laura. Vou abrir o brinquedo depois, come. Sorvete depois. Não, não pode levar esse papel pra casa, tá sujo.

Vamos comprar o presente da tia Érica. Me ajuda a escolher? Loja da Disney? Depois. Só pra ver, hein. Não dá pra comprar nada.

Ih, o sorvete? Que tal a gente passa no mercado compra o sorvete e come em casa? Ótimo. Alice ainda dorme. Fila no mercado. Aqui, Laura, passa na minha frente. Não, não pode levar esse papel. Tem muito papel em casa. Pra cá, Laura, vem.

Bolsa no carro, Alice no carro. Carrinho na mala. Criança no carro. Aperta o cinto. Ufa. Ai, Alice, agora que você vai acordar? Já estamos chegando em casa.

André? Pode descer pra me ajudar a subir com as crianças? Tô chegando. Tira carrinho, tira bolsa, tira bebê, tira criança. Abre a porta, Laura, força! Pode chamar o elevador. Chegamos.

***

Mãe tinha que ser polvo. Bem, aquela que teve 8 com certeza tinha que ser. Ou isso, ou ser rica.

Sobre Ana Paula

Jornalista e escritora carioca expatriada em Vancouver, no Canadá.

Comentários

  1. Puxa! É isso! Exatamente isso! Você descreveu muito bem o que é sair com dois! Isso quando tudo dá certo!
    (Sou mãe de dois com 2 anos de diferença)
    Beijos

  2. loucura loucura loucura!!! é amiga, não é fácil não… li o post e revivi vários momentos da minha vida rsrsrs

    Beijos e fique com Deus

  3. Nossa Ana…nem me fale….me arrepiei toda com o seu relato! E o doido do meu marido ainda quer o terceirinho!!!!!!!!!!!!Agora que os meus já estão um pouquinho maiores…..(4 e 8 anos).Criança pequena é uma delícia mas dá muito,mas muito trabalho mesmo! Beijos e boa sorte! Já já essa trabalheira passa!

  4. Ufa!!!
    No meu caso eu nem pensava meia vez. Não saia sozinha com Otávio e pronto. Só saí com ele sozinha quando ele tinha 6 meses… rsrs
    Beijos

  5. ufa.. cansei ! eh ana, essa eh a nossa rotina, mae de dois ! cansativo ne ? mas engracado… rs

  6. Fiquei cansada so’ de ler.
    Mais e’ assim mesmo, faz parte.
    Ser mae e’ padecer no paraiso.

  7. hahahaahh! chorei de rir! juro! no final acho q nem nos sabemos como damos conta de tudo né? gente! que loucura! e olha q só tenho uma por enquanto…o pior de tudo eh q eu penso em ter o 2o filho…quer dizer, pensava até ler o seu post! hahahaha…tô brincando! quero muito! pq no final, mesmo sendo tão cansativo, eh bom demais né? acho q eh proporcional ao tamanho do cansaço! Ou mais! eh bom demais viu futuras mamães…não se assustem com esse post da Aninha! Aninha, assim vc vai acabar com a espécie humana né? Esqueceu q tem coisas que nós mães não podemos nunca contar pra ninguém pra não por em risco a humanidade! heheheh…se não as pessoas desistem de ter filhos! hehehe

    • É mesmo, Erika!! hahahaha É cansativo, mas vale a pena. Muito!

    • Concordo plenamente que esse post balança a convicção das moçoilas que querem ter 2, 3 filhos, como eu… Haha!! Se com a vida de casada, sem empregada eu já me canso, chegar em casa cansada do trabalho, fazer comida… Fim de semana cuidar da casa… Imagina cuidar de bebês?! Só daqui a muitos anos, quando eu esquecer esse post!!! Hahaa!

  8. pior q eu li que essa mulher que teve 8 gêmeos já tinha 6 filhos!!!! Ou seja, agora ela tem 14!!!! Dá pra imaginar isso????

  9. Tive que rir e muito da situação. Já passei por isso tentando me aventurar com a Júlia e o Pedro no parquinho e piscina. Ela com 4 anos e ele com uns 6 meses. Quase sai doida, mas no fim deu tudo certo.
    Beijos
    Dani e afilhadas

  10. nossa vc é uma super mãe,hahahahhaha…
    imagina daqui uns as meninas lendo isso.
    Beijos
    DAilce Lima

  11. Fiquei cansada só de ler! Deus do céu, que aperreio que deve seer!!

    Mas como diria uma propaganda que eu conheço: ver as filhas crescendo alegres e saudáveis, NÃO TEM PREÇO!

    Abraços!

  12. Ai, Ana, eu tenho um post exatamente assim, descrevendo as desventuras de sair com duas crianças, incluindo um bebê, do tempo que Juju era miudinha, recem-nascida. É punk, né? Tem horas que dá vontade de ficar em casa. Você ainda tem o agravante de colocar todas as camadas de roupa e os casacos! rs

    E no shopping? Tendo que pegar um aqui, olhar o outro ali e carregar a bandeja do Mc Donalds! rs Socooorrro!

    Mas, quer saber? Passa logo. Ou a gente se acostuma, sei lá. Pelo menos agora Rafa se veste sozinho enquanto arrumo Juju. Daqui a pouco Alice vai tomar banho junto com Laurinha, já pula uma etapa. E você vai ver como melhora!

    bjs

  13. Nossaaaa!!! Só de lê o seu post já fiquei cansada!!! Aff
    rsrsrs

    Bjinhusss

  14. Parece a minha casa…
    Realmente… mais 6 braços por favor!
    Abraços

  15. Menina… fiquei cansada só de ler… ainda mais a[i e no frio… mas logo Alice está maiorzinha ;)
    Beijocas,

    Gabi

  16. Ana pq vc nao esta usando o sling?

    • Eu tô. Mas Alice não gosta muito… eu também acho que ainda não consegui usá-lo direito não… e tem o excesso de roupas, né? Com casacão não dá pra usar sling direito. Mas eu continuo tentando! Uso sempre que dá. Mas tem horas que acho o carrinho mais prático.

  17. nossa vc me descreveu ao sair com as meninas rsrsrs!!! é assim mesmo!! Mãe deveria ser mais de dois braços e muita mas muita paciencia!!bjksss

  18. Ana,

    Parabéns! Vc conseguiu ultrapassar todos os “obstáculos” e cumpriu o seu plano de
    sexta-feira pela manhã.
    Que Deus te conceda sempre muita força e
    coragem pra enfrentar os desafios.
    Abração, Neuzinha

  19. Ai, chegou a me dar uma agonia! (risos) Nem ler tudo eu consegui, pela primeira vez, em teu blog! Mas, não se preocupe, Ana… Eu é que não estou preparada ainda para ser mãe – ao contrário de você!!!

  20. Ana,

    Realmente, fiquei cansado só de ler, que doidera !!!!

    Vou ter que mostrar isso pra minha mulher, ela está doidinha pra termos nosso segundo, e a Rebecca nem tem dois anos ainda…

    Bjs.

    • Eu queria uma diferença de idade menor das duas, mas hoje vejo que foi a melhor coisa que fiz… esperar mais um tempo. É trabalhoso ainda, mas nem se compara a duas crianças pequenas juntas!

      • Minha esposa já quer que tenhamos logo o segundo… A Rebecca está com um ano e meio, mas estamos segurando um pouco por conta que estamos querendo emigrar do Brasil… Ai pretendemos logo providenciar o segundo quando pisarmos em solo estrangeiro…

        Acho que dois é um bom número…

        Bjs…

  21. Pois é, e a história se repete comigo tbem rsrsrsrs

  22. Silvia Maschette disse:

    Afff….canseiiii

  23. Ana Paula,

    Sair com dois filhos pequenos é bem assim mesmo, eu me lembrei das vezes que eu saía com os meus, quando a Melissa ainda era bebê. Pior foi uma vez que eu botei o Gabriel na cadeirinha e quando fui botar a Melissa, ela vomitou na minha blusa – e eu estava indo trabalhar! Tive que voltar para trocar a blusa e cheguei super atrasada no trabalho. E os dois SEMPRE choravam, quando o carro parava, quando eram bem pequeninos. Por que todo bebê faz isso?
    Hoje eles estão com 4 e 6 anos e mesmo assim, ainda dão um trabalhão para sair! Um não quer botar a camisa, a outra não quer botar as sandálias e assim por diante. É uma novela arrumá-los para sair, eles são super enrolados! Haja paciência de mãe. ;-)

  24. Ana, mas q/ sufoco…Ao lê seu relato tenho mais certeza q/ ñ quero outro agora, pois o Tiago só tem 1ano e 6 meses.
    Boa sorte, bjos

  25. Tereza Fagundes disse:

    Minha querida, parabens pela sua coragem!!!
    Gostei de ler esse texto!!
    Beijos!!

  26. APROVEITE!!!!! Passa muito rápido. É a única dica que poderia te dar. Parece que foi ontem que eu saía com 4 crianças pequenas… Agora já tenho um vestibulando em casa!!

  27. Noooooossa!!!!!
    Você já leu “A vitória da infância” de Fernando Sabino?
    Tem um texto, “menino” que é super parecido com o seu.
    Lindo.
    Adoro seu blog,
    parabéns!

  28. Carol - mãe do Fael disse:

    O lado bom desse cansaço todo é que o amor e a alegria que os filhos nos proporcionam são muito, muito maiores do que qualquer estresse que eles nos dão, né? :-)
    Muito bacana o seu post. Serve pra qualquer mãe zelosa (tirando os “agravantes”, como sair com dois filhos ao mesmo tempo e ter de enfrentar um friozão!)

    Boa sorte nas próximas aventuras com as duas :-)

  29. Oi Ana, quanto tempo que não comento né? Mas tô sempre por aqui.

    Olha só, não sei se “te consola”…kkk, mas comigo é exatamente assim, e olha que só tenho 1 filho e aqui não existe esse frio todo não….

    Mas é bem legal. Imagina só quando a Alice tiver com 2, andando toda serelepe e Laura com 6, toda “mocinha”…..kkkk

    Prepare-se!! Muitas aventuras virão!!

    Bjs

  30. Priscilla Calabresi disse:

    Acabei de desistir de ter mais um.
    Affff! Tô fora!…rsrs
    Bjs.
    PS. A Alice está linda!!!

  31. Lali, Edu e João disse:

    É isso mesmo, acho que em todo o canto, mãe – e criança – é tudo igual…hehehe. Eu passo por isso todos as manhãs, quando preparo e levo os meninos para a escola..aff, cansa, viu?

  32. Amanda & Meninas disse:

    Ai Ana é dificil mesmo né? Eu fico pensando que algum dia vou ser recompensada por tanto trabalho, alguma coisa muito boa deve estar reservada pra mim no futuro. Eu tenho ido buscar as meninas na aula (escola nova, escola enoorme) com a Lorena no canguru, subo dois andares pra chegar nas salas(detalhe: Lorena já tá beirando os 10kg), chego lá, elas nem arrumaram ass mochilas ainda, espero no meio de uma multidão de mães e crianças e ainda saio com as duas mochilas e duas lancheiras penduradas no ombro e levando cada uma pela mão. E agora deu pra chover no horário da saída, ou seja, além de tudo isso tenho que levar um guarda-chuva gigante também. Sério, só pensando no futuro que eu aguento isso sem me estressar tanto. Fora que eu, que sempre fui super pontual com tudo, agora vivo atrasada tb…é a vida…mas não reclamo, faz parte e tenho q encarar…um dia sei que vou sentir uma saudade danada desses anos com crianças pequenas…boa sorte por aí. Beijos

  33. Que sufoco!!!!!! Não é mole não! Bjs.

Trackbacks

  1. [...] post foi publicado originalmente em 2 de fevereiro de 2009. A votação para o concurso da Limetree começa dia 15 de junho!  Vota la que eu quero ir pra [...]

Comente

*