O segundo filho

Ana Paula

Jornalista e bibliotecária expatriada em Vancouver, no Canadá, desde 2007. Apaixonada por viagens e livros. Buscando incessantemente a perfeição do lar e da vida em família. Tem necessidade compulsiva de compartilhar com o mundo as coisas bacanas que ela vivencia no intuito de inspirar as pessoas a colorirem mais suas vidas.

26 Responses

  1. Aline disse:

    Olá Ana!
    É, com o segundo filho é assim mesmo.
    Como você disse, o primeiro é novidade. A gente fica ansiosa por cada momento. Claro, que qualquer gravidez é importante, sendo a primeira, segunda, terceira e assim por diante. Mas, comigo aconteceu a mesma coisa. Como eu tive primeiro uma menina e depois um menino, tive que comprar roupinhas novas, mas sem muita pressa, quase bem próximo do nascimento dele. Da primeira filha tirei mais fotos, cantei mais, brinquei mais, ouvi mais músicas com ela, enfim, eu digo que ela foi muito “paparicada”.
    Para compensar um pouco o segundo filho, acabei tratando-o como bebê até uns 6 ou 7 anos. É, eu sei que é exagero, mas é coisa de mãe, né?
    Agora que vocês estão em outro país e longe da família, sua atenção será voltada totalmente para os cuidados quando ele/ela chegar. Então, não se cobre muito, “a sua ficha vai cair” logo e vocês vão curtir não mais a dois, mas a três :). A Laura será sua grande companheira nos cuidados com o bebê.
    Fiquem com Deus.
    Bjs

  2. MIrela disse:

    Oi Ana
    Com certeza, comigo foi a mesam coisa, acho que a ficha só caiu o dia que ela nasceu…passou tão rapido e eu não curti quase nada..
    Mas depois que nasce a familia toda curte junto, principalmente as irmãs, no caso da Mariana e da Laura
    Bjs

  3. Mirella disse:

    Nossa…eu ainda com medo de ter o primeiro… segundo já começa a me dar arrepios :0).
    bjs

  4. Dani Batalha disse:

    OI Ana,
    Realmente demora um pouquinho pra cair a ficha do segundo bebê e eu fiquei com a mesma sensação que vc está: A primeira gravidez foi muito mais curtida.
    Mas hoje eu entendo que são momentos diferentes da vida, cada um com a sua mágica. Pense de como está sendo especial dividir as emoções de uma gravidez com a Laurinha: Ela acompanhando e entendendo o que está acontecendo.
    Mágico mesmo será quando os dois irmãos se olharem pela primeira vez. Me dá um nó na garganta só de lembrar dessa minha cena.
    Um beijo enorme pra vocês,Dani

  5. erika disse:

    oi Aninha!!! Nossa fofa nasceu dia 16 de abril! Estamos apaixonados por ela! Depois vai la no blog ver as fotos: http://www.erikaverginelliblog.com

    bjs mil

  6. Ana Reis disse:

    Ana, acho que é assim mesmo, pq comigo aconteceu o mesmo. Mal tive tempo pra preparar coisas novas, mesmo porque já tinha praticamente tudo (guardei muita roupa), berço, banheirinha, etc…

    Só no final comprei umas coisas novas.

    E que lugar lindo, uau !! Bjs

  7. Viviane disse:

    Ana, eu tive uma segunda gravidez tão agitada profissionalmente, que fui curtir mesmo lá pelo quinto mes quando entrei no curso de IOGA DA FADYNHA e foi lá que te conheci, não é? Eu percebi que tinha que curtir e deixar os problemas de lado. A partir daquele dia foi tudo diferente, eu aproveitei cada segundo. Mas essa sensação de que não estou dando a devida atenção acontece sempre, ora com a Gabi, ora com o Lucas. È o mal de quem tem que dar atenção para duas crianças. Normal, normalissimo…!!!

  8. Harumi disse:

    Ana, como só tenho a Letícia não sei bem como é. Mas dizem que é assim mesmo. Por falar nisso, acho que tá passando da hora… rs rs rs
    Nossa, amei as fotos. Que lugar maravilhoso!!!
    Bjos.

  9. Ju De Mari disse:

    Ih, querida, é assim mesmo. Eu só tou me ligando de cuidar das coisas “práticas” do Vicente agora, aos seis meses. Minha médica diz que o segundo chega, sabe assim? :)
    Beijos, Ju
    PS: que lugar lindooo!

  10. nanda disse:

    Ahnn eu não tenho um nem dois, mas a história de que a segunda gravidez é beeem mais tranquila eu já ouvi!!! ;)
    E que lugar mais lindo que vocês foram! Amei!!

  11. Alexandra disse:

    Oi Ana, é assim mesmo, eu tenho certeza que todas as mães sentem isso. Segundo filho é tudo muito mais light, mais fácil…acho que é bem aquela história de aprender a andar de bicicleta sabe? ahaha. A gente nunca esquece, e melhor que isso, administra melhor as agruras. No final, tudo dá certo.

  12. Ciça disse:

    Nao sei Ana… a diferenca de idade entre os meus é de 10 anos, entao tudo foi como se tivesse sido o primeiro! mas nao encuca com isso. importate é vc está feliz e bem

  13. Michelle Velloso disse:

    Ana,

    Eu demorei para começar a curtir essa minha segunda gravidez. Por mais que tenha sido desejada e planejada, foi difícil para mim aceitar que eu amaria outra criança tão intensamente quanto amo o Renan.

    Graças a Deus isso passou. Eu entendi que amor de mãe não se divide, mas sim se multiplica!

    Amo meus dois tesouros. Cada um a sua forma, mas os amo igualmente. Foi só a barriga começar a crescer e sentir os primeiros movimentos do bebê que toda essa “neura” passou.

    Um beijão!!

  14. Cacau disse:

    Olha acho que comigo vai ser meio o contrário, a primeira gravidez pra mim eu não curti nada, foi muito traumatizante e eu me senti muito sozinha… acho que pra segunda eu vou dar mais valor e curtir mais… pelo menos assim espero. Até hoje quando vejo uma mulher grávida eu penso: “coitada, deve estar se sentindo tão mal!” e é uma coisa automática.
    Pra mim o trauma foi tão grande que eu tenho medo de ter outro…rs… mas tenho vontade, daqui alguns anos, quem sabe?!

  15. Simone disse:

    Oi tenho visitado sua página e achado muito legal. Curta bastante a gravidez. Um abraço.
    Simone e Renan.

  16. Andrea Salomão disse:

    Ana, estou também grávida do segundo e até agora não comecei a curtir. Estou feliz, lógico, mas não é a mesma emoção que o primeiro.
    Bjs.

  17. Van disse:

    Que lugar lindo!!! Inspiradora a paisagem.
    Apesar de sempre ter desejado um segundo filho, depois da Nicole mudei de idéia. Sei que 4 meses ainda é muito pouco e a carga de trabalho para cuidar ainda é muito nova para tomar alguma decisão definitiva, então não vou dizer “nunca”. Mas AMEI minha gravidez, minha barriga e adoraria ficar grávida de novo. Foi a época que nunca me senti sozinha, tinha companhia sempre e conversava muito com a barriga. Apesar da alegria do nascimento dela, me senti triste por estar “vazia”. E foram sensações tão maravilhosas que adoraria vivê-las de novo. Só não sei se seria a mesma coisa e se vou ter coragem um dia. :o))
    Ana, depois passa lá no blog porque tem um post em que peço a opinião das brasileiras no Canadá. É sobre coisinhas femininas básicas e sua experiência com isso será muito útil.
    Beijos
    Van

  18. Denise disse:

    Ana, o gravidez do segundo filho e’ mesmo assim. A gente tem tantas outras preocupacoes, principalmente com o mais velho, que nao pensa muito, o que e’ uma boa coisa….
    Em compensasao, acredito que voce curte mais o 2o filho. Bem, deixa eu te explicar: No 1o filho a gente tem muita pressa. Pressa pra ele crescer, pra saber como sera’ o proxio mes, pra ele falar o primeiro MAMA e PAPA, pra ele comer, pra ele andar …., etc… pressa pra tudo.
    No segundo nao: voce aprecia mais cada momento do desenvolvimento da crianca e nao tem pressa pra nada!
    Isso nao e’ so’ a minha opiniao nao…. Vi um relato onde muitas maes falavam a mesma coisa!
    Voce tem uma menina, nao e’? Voce ja’ sabe o que vai ser?
    Boa sorte e boa Gravidez!
    Denise

  19. Neuza Chiulo disse:

    APdD Ana Paula!
    Tenho acompanhado o crescimento desta sua boneca pela Vó coruja Biga, agora fiquei surpresa em saber que estão prestes a aumentar a família. Não nos conhecemos, sou uma tia postiça do André. Vi este garoto crescer, tenho mto carinho por ele e pelos irmãos dele e agora pelas esposas e esposo e filhos. Tenho várias fotos da Laura e Enzo em minha máquina.
    Tenho apresentado vcs em minhas orações e fico contente por vcs estarem felizes aí neste fim de mundo. Deus abençoe a todos.
    Bjs a vc André e Laura e …
    Tia Neuza/Nivair.

  20. Michelle Filo disse:

    Aninha, pelo jeito cada um tem uma experiência diferente né? Na gravidez do Lucas eu fiquei chata, chata insupurtável nem eu me aguentava rsrs. Com preguiça de tudo, cansada, sem vontade de sair, enjoada, dei um trabalhão sem nem ter passado muito mal. Nem lembrei de tirar fotos até os últimos instantes (o que pra mim é muito estranho) então cada um é de um jeito, eu achei a gravidez muito mais tranquila, mas sei que fiquei mais chata rsrs Boa sorte aí :)

  21. ana disse:

    Ana! O segundo filho é suuuuuuper diferente!
    Pra vc ter uma ideia, terminei de arrumar o quarto um dia antes dele nascer….quando eu estava completando o setimo mes, ainda não tinha comprado o enxoval!
    É normal viu?
    A gente fica mais relaxada e isso vale pra tudo. Principalmente depois….e por isso mesmo vc vai curtir muito mais quando ele nascer, sem muitas neuras e tanta preocupação.
    Bj!
    Tô torcendo por um menino!!!!!!

  22. Cris disse:

    Ana, obrigada pela visita ao nosso blog. Nosso primeiro filho foi cesária no Brasil e aqui no Canada tive um parto normal induzido de maneira muito gentil, como deve ser, devido à cesária prévia. É importante vc perguntar para o seu médico do Brasil qual o tipo de incisão cirúrgica que ele fez em vc para vc poder informar o seu médico do Canada (existem 3, e uma delas tem menor probabilidade de ruptura da cicatriz). Outro ponto importante é o tempo de diferença entre o parto cesária e o próximo (quanto mais tempo menos chance de romper a cicatriz) e por último, os médicos canadenses vão levar em consideração o motivo pelo qual os médicos do Brasil decidiram fazer a cesária. Conversa com o seu médico para vc ter segurança da sua decisão. Às chances de dar algum problema (a pior é a ruptura da cicatriz) são poucas e é necessário vc estar em um hospital bem equipado e com pessoal qualificado (dê preferência a hospital universitário) para, em caso de emergência, tudo estar preparado para uma cesariana. Por outro lado se a cicatriz romper, em pouco tempo vc pode perder o neném (questão de 30 minutos o meu médico me disse). Não é uma decisão fácil de ser tomada. Como dizia meu marido: não tem uma terceira opção rsrsrs??? (uma vez que tanto o parto normal quanto a cesária ofereciam risco). Espero ter te ajudado. Qualquer coisa me escreve, tá? Um abraço. Cris

  23. Silene disse:

    to gravida do meu segundo filho e tenho soh 22 anos….sempre saí espalhando que queria um segundo filho logo logo mas agora que ele veio memso eu to meio arrependida e amedrontada…..nuuussss
    tenho uma menininha de ano e meioe acho que vai ser muito barra cuidar dos dois …to realmente com medo e curtindo bem menos a gravidez…parece que naum eh verdade….me parece que naum estou desejando o bebe! me cul´po por esses sentimentos e aí tudo fica pior…

  24. Isis disse:

    Oi Ana,

    Adoraria estar grávida pela segunda vez, mas ainda não chegou a hora….
    Tenho um filho de 10 nos e eu e meu marido estamos só namorando o quartinho do novo bebê que desejamos.
    Eu estou com saudades de ter um bebezinho no meu colo de novo, meu filho de 10 anos já não quer mais colo…. ou não quer que eu faço ele dormir…. eheh.
    Então, eu acredito que o que difere os sentimentos de uma primeira gravidez para a segunda é justamente o tempo que damos entre uma e outra….

    Fique tranquila, tenha um ótimo parto!!

  25. Daniele disse:

    oi Ana,
    nao sei dizer como é ter um segundo filho porque ainda so tenho uma,a Fernanda, que completara quatro aninhos em setembro.Mas me disseram que cada gravidez traz uma emoçao unica,como se todas elas fossem a primeira.Meu marido quer outro bebe mas agora estou sem coragem,pois nao pretendo ter outro filho.Enfim,so passei pra te desejar um otimo parto e tenha a certeza que DEUS sabe o que é melhor pra todos nos…Abraçosss…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>