Meu ipê branco

Ana Paula

Jornalista e escritora carioca expatriada em Vancouver, no Canadá.

33 Responses

  1. AleB disse:

    E aonde vc vai plantar quando comecar a crescer de verdade???

  2. Nanda disse:

    Nossaaaa. Ela fica linda qdo cresce.
    Beijos e boa sorte com a nova plantinha.

  3. Driscully disse:

    meu bonsai morreu hehehe

  4. junior disse:

    Linda…
    Arvores arvores arvores.
    Sabe que tem muita gente que vem do interior pra SP e se surpreende com a quantide de arvores que temos por aqui?
    Cuida cuida da sua arvinha, ela conta com voce. ;-)

  5. Dayse disse:

    Linda a árvore!!!
    Já virei frequentadora oficial do blog de scraps e comecei a fazer, já fiz alguns trabalhos graças ás dicas que vcs estão dando lá, sempre tive vontade de fazer e agora tô tendo a oportunidade de ter uns toques legais pra seguir.
    Beijos

  6. Babi disse:

    Mas qto tempo leva pra ela atingir 7 mts??? Querida, há um tempão não passo em blogs, hoje estou aqui pq o Biel tá cheio de febre e estamos de molho em casa. Eu sou péssima em jardinagem, mas dizem que todo mundo tem que plantar uma árvore… um dia eu faço! Bjs

  7. Andrea disse:

    Ana, tem um Ipe branco maravilhoso na frente da minha casa.
    Vou lhe mandar uma foto.
    Beijão.

  8. Luma Kimura disse:

    Ipês são mesmo lindos! Eu adoro!
    Sabe que desses brancos eu raramente vejo? Por aqui tem muito do rosa e do amarelo…

    Cuida bem dele que com certeza será uma verdadeira recompensa quando crescer! =D

  9. Renata disse:

    Ana, vi seu link na mães empoderadas, tb no blog da Renata Rose. Adorei seu espaço, interessante, muito bacana mesmo. vou dar uma passadinha aqui sempre que der.
    bjo

  10. Boli disse:

    Quem já leu “O Pequeno Prí­ncipe” de Antoine de Saint-Exupéry sabe: quando se planta uma plantinha, é-se responsável por ela.
    Se não sabe, não gosta ou não tem tempo, então não plante!
    Uma planta é como um bebê, como o amor, como as amizades: se vc não cuida, morre!

  11. ademir disse:

    Minha querida parabens pelo Ipê, arrumei quatro mudas recentemente, mas não sei o que fazer.. devo regar todos os dias? ou não? que faço, há mais de um mês que os tenho e eles não dão nenhum sinal de vida.. Por favor me ajude..
    Um abraço..

  12. inez disse:

    Que maraviiiiiiiiiiiiiilha! Onde consigo sementes de um ipê branco? Por amor a natureza me diga onde consigo, sementes ou muda desta primeiríssima maravilha do mundo. Sinceramente nunca tinha ouvido falar da existência de ipê branco. Parabensaço pela foto!

  13. nena disse:

    maravilhosa , e de prender o folego de tão linda ,adoro ipes de todas as cores, se pudesse plantaria uma a cada vinte passos em minha rua

  14. Eduardo J Rodrigues disse:

    Parabens,
    cuide bem dessa raridade, no futuro iremos precisar de pessoas que cuidem melhora das arvores existente, pois rico e reconhecido serão aqueles que possuirem uma arvores.

    Parabéns mais uma vez.

    P.S. Gostaria de saber como e onde conseguiria mudas de IPÊ.

  15. pedro parente disse:

    Este eno os ipês-brancos que plantei deram uma florada razoavel, porém soltaram bastante vagens de sementes. Plantei-as em erra própria e usei como sementeira embalagens de ovos. Para minha surpresa nasceram bastantes. Estão com 5 cm aproximadamente. Vou replanta-las. Dizem que são muito perecíveis. Preciso de orientação. Quanto ao seu espero que não esqueça de aguá-lo.

  16. sonia disse:

    Por favor, sinta-se covarde em permitir q sua arvore nao cresce ou se curva por falta de agua. Pense em voce nestas mesmas condições…
    Abraços e cuide de todo ser vivo

  17. BETH BOTTI disse:

    Que lindo! Já tinha ouvido falar do ipê branco mas nunca vi. Como posso conseguir mudas dele?

  18. Lener disse:

    Ola andrea….

    Estava passando e vi o seu comentário sobre o IPÊ branco que tem na frente de sua casa, voce poderia me informar se mora perto de Santa Catarina?
    É que eu precisava de umas varinhas da ávore do IPÊ branco.

  19. LuRussa disse:

    Nossa que lindo !!!

    É o meu sonho ter uma árvore dessa em casa, apesar de ter flores somente 2 dias ao ano , é belíssima !!

    bjos

    LuRussa
    http://www.garotinharuiva.blogger.com.br

  20. Tereza Fagundes disse:

    Eu estava respondendo meus e-mail e recebi uma mensagem do Coloridavida, cliquei para ver o que era e fiquei surpresa!!!!
    Era o texto sobre o Ipe Branco da Laurinha.
    A Laurinha foi morar no Canadá e deixou sua plantinha para a vó Tereza cuidar, ele ficou muito triste e não foi nada fácil recuperá-lo. Tenho um texto escrito no meu diário sobre o Ipe Branco da Laurinha.
    Texto: Laurinha ganhou um IPÊ que ela chamava de ” minha plantinha”. Pois bem! Ela foi morar no Canadá e a Ana Paula trouxe a plantinha para eu cuidar dela até que cresça e a replante no chão, como ela estava num vasinho pequeno, nós compramos um vaso maior e a trocamos de lugar.
    Quando fizemos esse trabalho a Laura estava perto e acompanhou todo esse movimento e dizia: Cuidado com a minha plantinha!!!
    Durante o tempo que a Laura ficou aqui, ela me ajudava a cuidar da plantinha, ela cresceu e ficou muito linda, cheia de folhas, toda verdinha. Cheia de vida.
    Chegou o dia deles irem para o Canadá. A plantinha continuava muito linda.
    Isto foi no dia 18/02/07. Fiquei cuidando da plantinha e no dia 05/03/07 viajei para Portugal e deixei alguém cuidando dela.Voltei dia 21/03/07 e fiquei triste ao ver a plantinha da Laurinha seca e sem vida. Meu coração ficou rolorido. Comecei a cuidar dela e no dia 25/03/07 viajei para Búzios e só voltei no dia 28/03/07. Quando voltei ela tinha morrido de vez.
    Fiquei muito triste e conversei com Fagundes. Ele aconselhou-me a trocá-la novamente de vaso e ter uma conversa carinhosa com ela para ver o que acontecia.
    Bom!!!! Trocamos ela de vaso e começamos a molhá-la mas nada acontecia. Seu galho estava seco e triste e eu mais ainda.
    No dia 02/04/07 lembrei do que Fagundes me disse e resolvi conversar sério com a plantinha da Laura.
    Comprei um vaso bem grande, aumentei a terra e enquanto fazia esse trabalho conversava com ela da seguinte forma:
    ” Olha plantinha, a Laurinha viajou para o Canadá e deixou voce aqui para ser cuidada por mim. Precisei fazer uma viagem, pedi para a tia Cris te cuidar, ela não cuidou e voce ficou desse jeito. Agora estou profundamente triste por que voce quer morrer, não quer acordar. Suas folhas caíram todas, está toda sequinha e eu estou ficando preocupada. A Laurinha vai perguntar por voce e ficará muito triste se souber que voce morreu por falta de água e de carinho.
    Vê se acorda!
    Preciso que voce fique boazinha, cheia de saúde.
    Vou colocar umas amiguinhas ao seu redor para não se sentir tão sozinha.
    Preciso que voce fique boa e brote logo suas folhinhas.
    O tempo não é de cair todas as folhas. As arvores estão cheias de folha e voce toda pelada.
    Me ajuda e me dê um sinal que estais viva.”
    Pois bem!! Passaram-se dois dias e ela acordou, nasceram duas folhas e depois de algum tempo sairam 4 flores.
    Dou graças a Deus pois tenho a certeza de que no exato momento em que conversava com a plantinha da Laura Ele derramou sobre nós duas seu orvalho celeste nos curando da imensa saudade que sentíamos da Laurinha, da Ana Paula e do André.
    Eu estou morando no Recife e esta PLANTINHA esta num lindo quintal lá no Rio de Janeiro. Qualquer dia desses vou tirar uma foto dela e mandar para a Paula colocar aqui no blog para todos verem o quanto ela cresceu.
    Paulinha a mamãe não podia deixar de registrar a trajetória do seu IPÊ.
    O amor tudo suporta, tudo vence.
    Beijos!!

  21. José Rubens disse:

    Tenho um Ipê Branco com 4mts de altura dando a primeira florada esse ano , Estou vendendo se existe alguem interessado me avise pelo e-mail jrrubao@yahoo.com.br ou fone 019 38753491/01938168161 Grato.

  22. Noemyah disse:

    Oi, como está o teu ipê, ja cresceu? como faz uma muda dessa árvore, vc sabe me dizer? Qro muito planta-la mas creio q é grande demais pra o meu quintal…mas acho ela linda e lembra muito a minha infancia no plantanal sul-matogrossense.
    bjin

  23. mmadalena souza reis disse:

    Procuro mudas de ipês, branco, amarelo, vermelho, preto, roxo, caso tenham por faavor comuniquem comigo. obrigada, mmadallena.

  24. Luiz Bittencourt disse:

    Amiga, entre me contato comigo que te dou dicas precisosas de como fazer uma planta e/ou árvore crescer e ficarem lindas. Bjus. :)

  25. rediclife de oliveira caldas disse:

    tenho um ipê branco na minha calçada de 1,70 m de altura como cuidar p/ sempre ficar bonito

  26. Fabiana disse:

    Que fantástica! É uma paineira?

  27. Fabiana disse:

    É um ipê, disfarça. Agora que vi no título. Sorry.
    Acho tão raro ver ipê branco! Aqui vejo mais o amarelo e roxo. Também incrivelmente lindos quando floridos. :)

  28. Gosto tanto do Ipê como o Rubem Alves, olha este texto dele, que coisa gostosa de mineiro…Os ipês estão floridos

    Thoureau, que amava muito a natureza, escreveu que se um homem resolver viver nas matas para gozar o mistério da vida selvagem será considerado pessoa estranha ou talvez louca. Se, ao contrário, se puser a cortar as árvores para transformá-las em dinheiro (muito embora vá deixando a desolação por onde passe), será tido como homem trabalhador e responsável. Lembro-me disso todas as manhãs, pois na minha caminhada para o trabalho passo por um ipê rosa florido. A beleza é tão grande que fico ali parado, olhando sua copa contra o céu azul. E imagino que os outros, encerrados em suas pequenas bolhas metálicas rodantes, em busca de um destino, devem imaginar que não funciono bem.

    Gosto dos ipês de forma especial. Questão de afinidade. Alegram-se em fazer as coisas ao contrário. As outras árvores fazem o que é normal – abrem-se para o amor na primavera, quando o clima é ameno e o verão está prá chegar, com seu calor e chuvas. O ipê faz amor justo quando o inverno chega, e a sua copa florida é uma despudorada e triunfante exaltação do cio.

    Conheci os ipês na minha infância, em Minas, os pastos queimados pela geada, a poeira subindo das estradas secas e, no meio dos campos, os ipês solitários, colorindo o inverno de alegria. O tempo era diferente, moroso como as vacas que voltam em fim de tarde. As coisas andavam ao ritmo da própria vida, nos seus giros naturais. Mas agora, de repente, esta árvore de outros espaços irrompe no meio do asfalto, interrompe o tempo urbano de semáforos, buzinas e ultrapassagens, e eu tenho de parar ante esta aparição do outro mundo. Como aconteceu com Moisés, que pastoreava os rebanhos do sogro, e viu um arbusto pegando fogo, sem se consumir. Ao se aproximar para ver melhor, ouviu uma voz que dizia: “Tira as sandálias dos teus pés, pois a terra em que pisas é santa”. Acho que não foi sarça ardente. Deve ter sido um ipê florido. De fato, algo arde, sem queimar, não na árvore, mas na alma. E concluo que o escritor sagrado estava certo. Também eu acho sacrilégio chegar perto e pisar as milhares de flores caídas, tão lindas, agonizantes, tendo já cumprido sua vocação de amor.

    Mas sei que o espaço urbano pensa diferente. O que é milagre para alguns é canseira para a vassoura de outros. Melhor o cimento limpo que a copa colorida. Lembro-me de um pé de ipê, indefeso, com sua casca cortada a toda volta. Meses depois, estava morto, seco. Mas não importa. O ritual de amor no inverno espalhará sementes pela terra e a vida triunfará sobre a morte, o verde arrebentará o asfalto. A despeito de toda a nossa loucura, os ipês continuam fiéis à sua vocação de beleza, e nos esperarão tranqüilos. Ainda haverá de vir um tempo em que os homens e a natureza conviverão em harmonia.

    Agora são os ipês rosa. Depois virão os amarelos. Por fim, os brancos.

    Cada um dizendo uma coisa diferente. Três partes de uma brincadeira musical, que certamente teria sido composta por Vivaldi ou Mozart, se tivessem vivido aqui.

    Primeiro movimento, “Ipê Rosa”, andante tranqüilo, como o coral de Bach que descreve as ovelhas pastando. Ouve-se o som rural do órgão.

    Segundo movimento, “Ipê Amarelo”, rondo vivace, em que os metais, cores parecidas com as do ipê, fazem soar a exuberância da vida.

    Terceiro movimento, “Ipê Branco”, moderato, em que os violoncelos falam de paz e esperança. Penso que os ipês são uma metáfora do que poderíamos ser. Seria bom se pudéssemos nos abrir para o amor no inverno…

    Corra o risco de ser considerado louco: vá visitar os ipês. E diga-lhes que eles tornam o seu mundo mais belo. Eles nem o ouvirão e não responderão. Estão muito ocupados com o tempo de amar, que é tão curto. Quem sabe acontecerá com você o que aconteceu com Moisés, e sentirá que ali resplandece a glória divina… (Tempus Fugit, pág. 12).”

  29. Gabriel disse:

    Olhaa pelo que eu vejo é muito dificil cuidar de um ipe.
    Todos do meu colégio ganhou uma. So que euu não seii mesmo cuidar ,ajuda ae please.

  30. maria aparecida de jesus disse:

    nossa amei esse seu ipe.mas queria saber se existe ipe colorido?gostaria de ter um desses em casa.

  31. Ésio disse:

    Ganhei uma muda de ipê rosa…posso plantá-la no meu quintal?
    Quais os cuidados devo observar?
    Abraços e obrigado,
    Ésio

  32. renata disse:

    gente pedi muda na prefeitura eles dao e ensinam cuidar

  33. renata disse:

    tenho um ipe branco no meu jardim esta florido e plantei no tronco orquidea qual nessa epoca agora(setembro)floriu junto c o ipe imaginem q lindo,esse ipe foi meu vizinho q deu mas ele buscou na prefeitura,pois a prefeitura q plantam arvores nas ruas e tem mudas variadas e fornece pra gente de graca pois ao a favor do plantio….q comprar muda nadaa…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>